MARCHA DAS MARGARIDAS
Marcha das Margaridas 2023 é tema central de audiência com o ministro do Desenvolvimento Agrário e Agricultura Familiar
26 de janeiro de 2023 ás 16:59:11


Credito : N/A

“Olha Brasília está florida, estão chegando as decididas".

A secretária de Mulheres da Confederação Nacional dos Trabalhadores Rurais Agricultores e Agricultoras Familiares (CONTAG), Mazé Morais e representantes de organizações parceiras da Marcha, estiveram em audiência nesta quinta-feira (26 de janeiro de 2023), com o ministro do Desenvolvimento Agrário e Agricultura Familiar, Paulo Teixeira, para apresentar e dialogar sobre a Marcha das Margaridas 2023, a ser realizada nos dias 15 e 16 de agosto deste ano, com o lema: Margaridas em Marcha pela reconstrução do Brasil e pelo bem viver.

Na audiência foi destacada a força coletiva das mulheres do campo, da floresta e das águas por um Brasil com transformação social e contra todas as formas de violência e opressão.

“Nós, Margaridas, temos consciência da nossa missão pela reconstrução do Brasil, com democracia e soberania popular, justiça e livre de violência. Depois do golpe político que tirou injustamente a presidenta Dilma Rousseff e dos últimos governos marcados por retrocessos e a exclusão de direitos, programas e políticas públicas das mulheres, nossa luta segue ainda mais forte para enfrentar as desigualdades de gênero, de classe e de raça, e contra tudo que nos ameaça à vida”, pontuou a secretária de Mulheres da CONTAG e coordenadora geral da Marcha da Margaridas 2023, Mazé Morais. 

As Margaridas também enalteceram decisões importantes do atual Governo Federal (Governo Lula), como o retorno do Ministério da Mulher e do Ministério do Desenvolvimento Agrário e Agricultura Familiar e da implantação dos Ministérios dos Direitos Humanos, da Igualdade Racial e dos Povos Indígenas, dentre outras pastas fundamentais para romper com a exclusão no Brasil. 

Ao final, Mazé reforçou a importância da participação ativa do Ministério do Desenvolvimento Agrário e Agricultura Familiar no diálogo e atendimento da pauta da Marcha das Margaridas 2023.

“Ministro Paulo Texeira, vamos debater sobre as realidades das mulheres rurais e decidir de forma conjunta (governo e entidades sindicais e organizações sociais) por caminhos que fortaleçam e transformem as vidas de mulheres”, frisou Mazé.  

“O ministro Paulo Teixeira nos receber é uma demonstração clara da força da Marcha das Margaridas. Ele inclusive fez questão de destacar que participou de todas as edições da Marcha e colocou-se à disposição para participar da próxima reunião da coordenação ampliada da Marcha, prevista para início de Março”, destacou Beth Cardoso, da Articulação Nacional de Agroecologia (GT Mulheres da. ANA) - organização parceira da Marcha das Margaridas.

O ministro Paulo Teixeira firmou que a pasta estará à disposição para dialogar sobre as pautas de reinvindicações que serão trazidas pelas Margaridas.      

Vale destacar que nesta semana, as Margaridas também conversaram com a Ministra da Mulher, Cida Gonçalves, sobre a Marcha das Margaridas 2023, na sede da CONTAG, em Brasília|DF. 

Fonte: Comunicação CONTAG - Barack Fernandes

Outras Notícias

Mais Notícias