RELAÇÕES INTERNACIONAIS
CONTAG recebe o 2º Encontro Internacional de Mulheres Rurais pós 7ª Marcha das Margaridas
21 de agosto de 2023 ás 11:29:35


Credito : N/A

A delegação internacional que veio participar da 7ª Marcha das Margaridas, que contou com mulheres líderes de organizações e redes sindicais de quase 30 países, se reuniu nos dias 17 e 18 de agosto, no Auditório Margarida Alves, na sede da CONTAG, para um grande intercâmbio de experiências em seus territórios, com diálogos políticos sobre  temas comuns a todas e sobre suas vivências na Marcha. E a partir dessas conversas, definirem em conjunto ideias e metas de trabalho em suas organizações e países. Participaram também companheiras de Federações da CONTAG que estavam em Brasília após a Marcha.

Foram mobilizadas mulheres de 29 organizações e redes internacionais para participarem deste momento simbólico de mobilização, formando um delegação de 44 mulheres de regiões como América Latina, América Central, África e região do Pacífico. 

A presença delas, bem como essa atividade de intercâmbio, é resultado de uma articulação da Confederação de Organizações de Produtores Familiares do Mercosul (COPROFAM), da qual a CONTAG é membro, com a Organização das Nações Unidas para a Alimentação e Agricultura (FAO), Fórum Rural Mundial (FRM) e Coalização Internacional da Terra (ILC). E da organização da Secretaria de Relações Internacionais da CONTAG. 

Na abertura, realizada na manhã da quinta-feira com participação da ministra das Mulheres Cida Gonçalves e representantes de todas as entidades envolvidas no evento, ainda pairava a energia da Marcha realizada no dia anterior. Mazé Morais, secretária de Mulheres da CONTAG e coordenadora nacional da 7ª Marcha das Margaridas, fez um discurso de abertura emocionado, dando as boas vindas às companheiras internacionais, agradecendo a presença delas e contando-lhes os detalhes da história e da construção da Marcha. “Globalizamos a luta, globalizamos a esperança. Essa Marcha de 2023 vai ficar pra história do Movimento Sindical, com tantos enfrentamentos que passamos. De enfrentar o machismo dentro do próprio movimento. Precisamos provar todos os dias que nós mulheres somos capazes, eu sei que vocês passam por isso nos países de vocês”, disse Mazé.

Durante os dois dias de Encontro, as dirigentes presentes fizeram apresentações sobre os trabalhos que desenvolvem em seus territórios, levaram produtos para mostrar às companheiras, participaram de um Workshop sobre ciclos de políticas públicas inclusivas, integrativas e inovadoras para a agricultura familiar sensível ao gênero, e trabalharam em grupos divididos por idioma (Espanhol, Inglês e Português), dando continuidade aos debates políticos propostos.

Ao final, na tarde de sexta-feira, as participantes tiveram um espaço para compartilhares suas experiências individuais, tanto na Marcha quanto neste Encontro. A maioria participava pela primeira vez de uma atividade assim, e houve muitos depoimentos emocionados e de gratidão por essa oportunidade proporcionada a elas. 

Florinda Silva, dirigente da Organización Nacional Campesina (ONAC), do Paraguai, foi uma das que compartilhou seu sentimento pós Marcha: “A Marcha nos deixa lições, é uma escola de vida para nós. É a terceira marcha que participo, e cada uma eu aprendo alguma coisa. Compreendi melhor o trabalho que a CONTAG faz desde a base, como trabalham com as mulheres, e com os homens, como inclui a família nesse processo. Isso é fundamenta para realmente falarmos de mudança, de igualdade, de paridade, e isso se conquista com a Marcha no Brasil, e está refletido no mundo, para nós”, afirmou Florinda.

No encerramento, o presidente da CONTAG Aristide Veras também deixou uma mensagem carinhosa às companheiras: “Levem de nós da CONTAG uma imensa gratidão pela vinda de vocês, que representaram tão bem seus países e continentes. Esse intercâmbio foi muito importante pra nós, e vocês nos possibilitaram romper as fronteiras do país, e deram mais força ainda à Marcha das Margaridas. Os depoimentos aqui foram extraordinários em conteúdos, e ficamos felizes pelo que escutamos de vocês. Queremos estar sempre contribuindo para no debate internacional pelo fortalecimento da Agricultura Familiar em todo o mundo”, concluiu o presidente. 


Fonte: Gabriella Avila - Comunicação CONTAG


Outras Notícias

Mais Notícias